Guedes contraria Bolsonaro e diz que preservar economia não significa sair do isolamento

Guedes contraria Bolsonaro e diz que preservar economia não significa sair do isolamento

O ministro da Economia, Paulo Guedes, contrariou o discurso do presidente Jair Bolsonaro sobre o coronavírus e afirmou nesta segunda-feira (20) que há “total apoio” ao isolamento social no país. De acordo com Guedes, a preservação dos “sinais vitais” da economia não significa “sair do isolamento agora”.

“Se preservarmos os sinais vitais, vamos sair do lado de lá. Preservar os sinais vitais da economia não significa sair do isolamento agora, não significa isso. Significa fazer a coisa programada, fazer direito, em entrevista por videoconferência com o CEO da BTG Pactual Asset Management, Eduardo Guardia.

De acordo com o ministro, a crise do coronavírus provocou um impacto “forte”, mas ainda “não desorganizou” a economia. Ele diz ainda que o desafio do momento é saber quanto tempo a economia resiste com o isolamento social, mas que “salvar vida é a prioridade”.

O discurso de Bolsonaro, no entanto, tem desafiado as recomendações das principais autoridades de saúde do mundo. Presidente tem defendido a “volta à normalidade” durante a pandemia, o que inclui a reabertura do comércio, igrejas e lotéricas, além do retorno das crianças às aulas.

Ainda, Bolsonaro tem divido a crise do coronavírus em duas problemáticas centrais: saúde e economia. Ele costuma dizer que o remédio “não pode ser mais letal do que a própria doença” como argumento para incentivar o retorno da população às ruas.

Fonte: Revista Forum